Ricardo Góes

Carioca, nascido em 1962, comecei a estudar violão popular aos 10 anos, seguido do violão clássico aos 15 com os professores Sérgio de Pinna e Edmo Fraga.  

 

Aos 15 anos ingressei no primeiro coral, regido pelo Marcos Leite, e aos 21 anos iniciei formação de 7 anos em canto lírico com a professora Cléo Alemão. No canto coral, tive como orientador o maestro Marcos Leite, de quem fui também assistente em oficinas de canto.

 

Estudei piano com o professor Evandro Rosas, e harmonia e arranjo vocal com Vicente Ribeiro e Zeca Rodrigues.

 

PRÊMIOS

 

• 2013 - Prêmio CESGRANRIO de Teatro - indicação na categoria direção musical, pelo espetáculo Pacto - Relações podem ser fatais

 

• 2013 - Brasil Vocal 2013 - CCBB - ganhou o prêmio de melhor grupo vocal com o COMBOVOX (diretor musical e arranjos)

 

TEATRO

 

• 2015-2016 - diretor vocal - Beija-me como nos livros (texto e direção de Ivan Sugahara, Companhia Os Dezequilibrados, Rio].

 

• 2015 - preparador vocal - El Pânico (de Rafael Spregelburd, direção de Ivan Sugahara, com Debora Lamm, Elisa Pinheiro, Kelzy Ecard, Suzana Nascimento e outros, Rio].

 

• 2014-2015 - preparador vocal - Chacrinha, o Musical (texto de Pedro Bial e Rodrigo Nogueira, direção Andrucha Waddington, produção Aventura Entretenimento, Rio].

 

• 2014-2015 - diretor musical e preparador vocal - Cabaré Foguete (Direção e Dramaturgia: Ivan Sugahara e Gustavo Damasceno, Rio], indicado entre as 10 melhores peças em cartaz pela Veja Rio.

 

• 2014 - preparador vocal - Fala comigo como a chuva e me deixa ouvir (Tennessee Williams, tradução Gisele Freire, direção Ivan Sugahara, Rio], vencedor do prêmio CESGRANRIO de Melhor Espetáculo Teatral de 2014.

 

• 2013 - diretor musical e preparador vocal - Pacto - Relações podem ser fatais (musical off Broadway "Thrill Me: The Leopold & Loeb Story" Stephen Dolginoff, em primeira montagem na América Latina, direção Ivan Sugahara, Rio]

 

• 2012 e 2013 - preparador vocal - Sarau das Putas (direção Ivan Sugahara, Rio, com Laila Garin, Rose Lima, Carolina Ferman, Nara Parolini]

 

• 2013 - preparador vocal e diretor musical - Gota D'Água (Chico Buarque e Paulo Pontes, formatura da CAL, direção Ivan Sugahara, com Gabriel Stauffer e Catarina Saibro, Rio]

 

• 2008 - preparador vocal - Memória Afetiva de um amor esquecido (Os Dezequilibrados, direção Ivan Sugahara, Rio) • 2006 - preparador vocal - Quero ser Romeo e Julieta (Os Dezequilibrados, direção Ivan Sugahara, Rio)

 

• 2005 e 2006 - preparador vocal - Lapianas (com Claudio Mendes e Marianna MacNiven, direção Claudio Mendes, Rio)

 

• 1984 - preparador vocal e diretor musical - Zartan em pele e osso (musical infantil com Stenio Garcia, Claudia Magno, Ernesto Piccolo, Totia Meirelles, direção de Mário Marcio Bandarra, Morro da Urca/RJ] TV

 

• 2015 - preparador vocal - programa Mister Brau (Rede Globo), preparação do ator Lázaro Ramos.

 

• 2015 - preparador vocal - novela Regra do Jogo (Rede Globo), preparação dos atores Juliano Cazarré e Letícia Lima entre outros.

 

• 2016 - preparador vocal - quadro Lata Velha do programa Caldeirão do Huck (Rede Globo 2016] PREPARAÇÃO VOCAL • desde 2005 - professor de música e preparação vocal - escola de atores Nu Espaço no Rio de Janeiro, curso profissionalizante.

 

• desde 1984 - preparador vocal - teve entre os alunos atores como Stenio Garcia, Luiza Tomé, Edson Celulari, Marcelo Serrado, Cláudia Magno, Roberto Bontempo, Otávio Muller, Bianca Comparato, Isis Valverde, Gabriel Stauffer, Francisco Cuoco.

 

• 1987 a 1989 - coordenador e professor de canto - escola de formação de artistas de musical Continua que tava ótimo, dirigida pela professora, bailarina e coreógrafa Maria Lúcia Priolli. • 1988 - professor de canto - Convidado em pela diretora teatral Bia Lessa para integrar o corpo de professores do curso de graduação em Teatro da Faculdade da Cidade, atual Univercidade (Ipanema).

 

• 1983 - Assistente do maestro Marcos Leite na oficina de canto da Escola Angel Vianna. CANTO CORAL

 

• 1977 a 1982 - cantor - grupo vocal Cobra Coral sob a regência de Marcos Leite. A proposta musical e cênica do grupo provocou a renovação do canto coral no país, obtendo repercussão a nível nacional após concorrer nos festivais MPB Shell 81 e 82 da Rede Globo. Gravou no cd Cores Nomes de Caetano Veloso a faixa Um canto de afoxé para o bloco do Ilê.

 

• 1983 - regente - coral do curso de inglês Britannia, e coral da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UFRJ (FAU). •

 

1990 a 1992 - regente - coral Teotokos, com repertório sacro de origem católicoortodoxa. O grupo se apresentou em Lisboa na catedral ortodoxa e na Univ. de Lisboa.